Mãe faz promessa à Nossa Senhora Aparecida. Três meses depois, ela descobriu que estava grávida

 

O sonho de ser mãe parece distante para algumas mulheres que têm dificuldade para engravidar. Antes de perder a esperança, as devotas recorreram à fé em Nossa Senhora Aparecida.

Após cinco anos tentando engravidar, a dona de casa Talita Giurolo, de 31 anos, foi orientada pela mãe para fazer uma promessa à Nossa Senhora Aparecida. Três meses depois, ela descobriu que estava grávida de um menino – ele recebeu o nome de Gustavo. A primeira peça do enxoval do enxoval dele está na Sala das Promessas da basílica, local onde ele foi batizado.

Talita e o marido Rodrigo Amorim se casaram em 2010 e planejavam ter um filho logo. No entanto, todos os testes de gravidez davam negativo. “Toda vez que vinha negativo, eu entrava em depressão, chorava. No mesmo ano, mudamos de vida, emprego novo, cidade nova, mas eu e meu marido ainda desejávamos um filho”, afirmou.

O casal procurou um médico, fez todos exames para tentar gerar um filho e acabou descobrindo que Rodrigo tinha realizado uma cirurgia malsucedida na infância e dificilmente conseguiria ter filhos. A opção dada pelo médico era tentar fazer uma inseminação artificial, mas sem a certeza se daria certo.

“Meu marido sugeriu de vender o carro e tentarmos o procedimento, mas eu achava que não era por aí. Então comecei a me dedicar ao esporte, emagreci, parei de fumar e minha mãe comentou que já que eu estava fisicamente melhor, que eu deveria fazer uma promessa à Nossa Senhora Aparecida para tentar engravidar”, relembrou.

Ela conta que sempre foi católica, mas não era muito ligada à igreja. Mesmo assim, ela resolveu seguir o conselho e fez a promessa em dezembro de 2012. “Minha mãe me ensinou como eu deveria fazer. Fui ao Santuário e fiz a promessa de levar a primeira roupinha usada por ele para Ela. Após 15 dias resolvi voltar e completar a promessa. “Também falei que iria batizá-lo lá”, contou.

Feito o pedido à Santa, Talita e o marido combinaram que iriam tentar a gestação até 2013 e que, caso não desse certo, iriam adotar uma criança. Talita voltou a se dedicar ao esporte, cuidava da saúde, e disse que até ‘esqueceu da promessa’.

“Quatro meses depois, em abril, eu senti uma dor forte enquanto me preparava para uma competição de jiu-jítsu. Meu mestre [instrutor] me falou para fazer um exame de sangue. Eu achava que era impossível eu estar grávida, mas estava de dois meses. Na hora senti que era Nossa Senhora Aparecida. Ela fez um milagre na minha vida e nos deu um filho”, afirmou.

Via G1