500 mil peregrinos são aguardados para comemoração do Centenário de Fátima

Diante da comemoração do Centenário das Aparições de Fátima e da visita do Papa Francisco ao Santuário mariano de Portugal em 12 e 13 de maio, espera-se que pelo menos 500 mil pessoas peregrinem à Cova da Iria nesses dias.

Esse dado foi apresentado pelo capitão Carlos Canatário, da Guarda Nacional Republicana (GNR), durante o V Workshop Internacional de Turismo Religioso, que acontece no Centro Pastoral Paulo V, em Fátima.

“A GNR terá sempre presente na sua atuação estes princípios: marcar a nossa presença e dar visibilidade, prestar apoio necessário ao cidadão e garantir a segurança das eventuais 500 mil pessoas”, disse o capitão.

No início de abril, a GNR irá disponibilizar informações ao público com conselhos sobre a peregrinação, para que “todos possam planejar a sua vinda e estarem cientes do que vão encontrar”.

Entretanto, o capitão já adiantou a intenção de que “a partir do dia 11 de maio à tarde passe a existir um controle de entradas” de veículos “na Cova da Iria”. Segundo ele, “em alguns locais, só serão permitidas viaturas que tenham o dístico que existe nas grandes peregrinações”. Já dos dias 12 e 13 de maio, os acessos à Cova da Iria vão estar restritos a viaturas credenciadas.

Dessa forma, pediu que os peregrinos utilizem “as bolsas de estacionamento existentes em torno de toda a cidade de Fátima”, uma vez que “é previsível que os parques de estacionamento habitualmente utilizados fiquem lotados muito tempo antes”.

“Não queiram ir todos para a Cova da Iria, porque só vai complicar”, aconselhou.

Outra preocupação diz respeito à mobilidade e o capitão da GNR recordou que existem “muitos acessos à cidade de Fátima” e não apenas a autoestrada.

“O que aconselho é que quem pretende dirigir-se a Fátima coloque a hipótese de utilizar estradas alternativas. Todas essas estradas vão estar monitoradas por nós, vão ter militares que vão apoiar os condutores a chegar a Fátima”, garantiu.

A maior peregrinação do ano

O reitor do Santuário de Fátima, Pe. Carlos Cabecinhas, também interveio durante o Workshop e assinalou que “se esperamos por muitas e grandes peregrinações jubilares, em 2017, a maior será sem dúvida a de 12 e 13 de maio, com a presença do Papa Francisco”.

“A nossa expectativa é que sejam muitos aqueles que acorrerão a Fátima para ver, saudar e ouvir o Papa e para rezar com ele. E não temos dúvidas de que muitos dos peregrinos que acorrerão a Fátima, nestes dias, virão do estrangeiro”, ressaltou.

Pe. Cabecinhas informou que a agenda oficial da viagem de Francisco será divulgada “dois meses” antes. Explicou ainda que “nas restantes visitas papais, se manteve o programa das grandes peregrinações ao Santuário”, por isso, há expectativa de “que também agora assim aconteça”.

“É por vontade expressa de Sua Santidade que esta visita tem o carácter de peregrinação, privilegiando a dimensão espiritual da celebração da fé e da oração: o Papa vem para rezar em Fátima; para rezar com os peregrinos”, acrescentou.

Fonte: ACI Digital

 

About The Author

Criado em 2017, o site Filhos de Deus busca manter o católico informado sobre a maior instituição de caridade do mundo. Colunista e editor do site desde a sua criação.