Após a oração do Ângelus no domingo, 17 de fevereiro, na Praça de São Pedro, o Papa Francisco convidou os fiéis a rezarem pelo encontro mundial de bisposque se realizará no Vaticano de 21 a 24 de fevereiro para discutir a questão da proteção dos menores diante dos abusos sexuais na Igreja.

“De quinta-feira ao próximo domingo acontecerá no Vaticano um encontro dos presidentes de todas as Conferências Episcopais sobre o tema da proteção dos menores na Igreja. Convido-vos a rezar por este encontro que quero que seja como um ato de forte responsabilidade pastoral diante a um desafio urgente do nosso tempo”, foram as palavras do Pontífice.

O Santo Padre convocou este encontro em setembro de 2018, depois de refletir sobre o tema na reunião com os membros do Conselho de Cardeais que assessora o Papa sobre a reforma da Cúria, conhecido como C9.

A convocação se concretizou após a carta do Papa Francisco ao Povo de Deus em 2018, publicada “em resposta à crise dos abusos que a Igreja enfrenta”.

Nessa carta, o Papa se refere ao abuso sexual com estas palavras: “Um crime que gera profundas feridas de dor e impotência, em primeiro lugar nas vítimas, mas também em suas famílias e na inteira comunidade, tanto entre os crentes como entre os não crentes. Olhando para o passado, nunca será suficiente o que se faça para pedir perdão e procurar reparar o dano causado”.

A Comissão Organizadora do encontro é composta pelo Cardeal Blase J. Cupich, Arcebispo de Chicago, EUA; Cardeal Oswald Gracias, Arcebispo de Bombaim, na Índia, e presidente da Conferência Episcopal da Índia; Dom Charles Scicluna, Arcebispo de Malta e vice-secretário da Congregação para a Doutrina da Fé; Padre Hans Zollner, presidente do Centro de Proteção de Menores da Pontifícia Universidade Gregoriana e membro da Pontifícia Comissão para a Proteção de Menores.